Tempo virado

Tempo virado
Questões de Francesca

quarta-feira, 8 de junho de 2011

John Frusciante (once again)

Eu acho que já mencionei nesse blog a minha admiração pelo guitarrista, pintor, cantor e compositor John Frusciante. Sua sensibilidade caminha de seus dedos à sua boca, que juntos fazem milagres artísticos que me tocam de maneira similar apenas ao meu querido Renato Russo.

O melhor é que sua sensibilidade não se limita à música, mas caminha também entre as palavras. Afinal, suas letras são de complexidade e beleza difíceis de achar na língua inglesa.

Para mostrar que não estou falando lorota, aí vai a tradução meio mal feita da música "Song to sing when I'm loney":

Uma canção para tocar quando estou sozinho
Ganhar e nunca jogar um jogo novamente
Ninguém vai notar qundo eu cair
Prender firmemente aos sonhos que nunca se acabam

Eu vou ser você
Eu vou
Eu vou ser você
Ninguém está com medo de ser chamado por outro nome
Ninguém ousa ser posto onde não há cabimento

Em nenhuma lugar está qualquer razão
Tudo morrendo e indo embora
Sem erros eu vou ser um bebê
Falsificando um movimento para ninguém perceber
Não é normal alguém encontrar novamente a paz jogada fora
Ninguém escolhe se humilhar

Símbolos perfuram me
Pessoas falham quando estão sendo desenhada
sLuz do sol acumula-se
Amando a dor de estar sendo aderido á

Por corpos luminosos
Só esperando por sinais que estejam errados
E retifique-nos
Em nenhum lugar no meu próprio tempo
Afogar-se e pensar que eu estou seco
Segurando os fatos que nunca serão provados
Fingindo as ações porque ninguém está olhando

Olá quando estou eletrocutado
Sentir nada enquanto minha vida está passando pelos meus olhos
Vocês deveriam me massacrar
É o índice, tanto

Vocês deveriam me massacrar
É o índice, tanto

Vocês deveriam me massacrar
É o índice, tanto


Vocês deveriam me massacrar
É o índice, tanto

Nenhum comentário:

Postar um comentário