Tempo virado

Tempo virado
Questões de Francesca

quarta-feira, 16 de março de 2011

Orgia Literária

Quero, não sei porquê, falar um pouco dos meus três escritores favoritos: Mia Couto, Clarice Lispector, Graciliano Ramos.

Mia Couto: esse é, sem dúvida alguma, o maior gênio da literatura que eu já vi. Escreve com tal profundidade e fluidez que parece que estou ouvindo Tears in Heaven (Eric Clapton) ao lê-lo. É um poeta prosador, assumindo em seus contos e livros um tom lírico difícil de encontrar nos melhores poemas.

Clarice Lispector: a maior escritora do Brasil. Sua escrita parece ter sido feita com urgência, como se seu pensamento tivesse uma ligação direta com o papel, sem haver necessidade de passar por suas mãos. Seu texto flui como o mar da praia, que cujas as ondas crescem até baterem e desmancharem na areia.

Graciliano Ramos: sem dúvida, controverso. Sua produção é única porque tem uma forma própria. Conseguimos notar em seus textos um certo mau-humor, como se ele estivesse sempre escrevendo chateado, apressado, angustiado. Mas, sem dúvida alguma, não é algo para todos apreciarem, diferentemente de Clarice e Mia Couto.

------------------------------------------------------------------

Eu muitas vezes penso como eu mesmo escrevo. Na verdade, tenho muitas fases, que dependem muito do autor que estou lendo no momento. Mas, tanto na escrita como na música, busco procurar uma racionalidade, um ponto médio, o que, na minha opinião, não é bom. Sempre acho que falta um pouco de sentimento na minha obra, e por isso sou um poeta tão medíocre. Minha prosa ainda se salva pela minha alta capacidade de absorção do que leio, mas minha poesia é um desastre.

Falta sentir mais.

Falta deixar-me sentir mais.

Um comentário:

  1. eu gostava dos seus textos... aliais voce deveria voltar a posta-los. (repara nao so fico comentando por que nao to afim de estudar =p)

    ResponderExcluir