Tempo virado

Tempo virado
Questões de Francesca

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Espíritos

Foi há pouco que tempo em que eu estava deitado em minha cama, lá para as quatro da manhã, quando acho que ouvi um barulho. Não tinha certeza, porque não sabia identificá-lo. Quando me virei, abri os olhos e, sem mais nem menos, me deparei com uma aranha do tamanho do meu punho, descendo sob uma teia no ar na minha direção.

Levantei assustado e acendi a luz. A aranha tinha desaparecido. Procurei vestígios e nada, até que eu comecei a perceber o quão absurda seria ter um inseto desse tamanho no meu quarto sem eu ter percebido antes. De qualquer forma, naquela noite, dormi na sala.

Não sei se foi uma alucinação, mas cheguei a pensar que tivesse sido. Até que falei com um amigo meu e ele falou sobre espíritos e sexto sentido. Acontece que ele tinha experiências como essa o tempo todo e que isso não devia ser mais do que um espírito que passava pela minha casa.

Entre tudo que ele disse, me chamou a atenção a explicação de que esses espíritos não haviam transcendido ainda para um lugar mais elevado, por isso ficavam vagando pela terra com o propósito apenas de chamar a nossa atenção. Ele me disse, por exemplo, que mais de uma vez quando fazia uma determinada curva numa rua pela qual ele sempre passava, via um homem atravessando. Ele já não mais nem freava, porque sabia que o homem ia desaparecer.

Isso tudo é muito estranho para mim, mas não nego absolutamente. Já tive experiências parecidas, embora não muito frequentemente. Já uma vez, de madrugada, quando eu fui dormir, vi meu irmão, certamente no seu sétimo sono, olhando para mim. Mas não eram seus olhos, eram olhos verdes, quase brilhantes. Só havia uma coisa que eu poderia fazer: deitar na cama, me cobrir e dormir.

Sempre tive muito medo do sobrenatural. Ao mesmo tempo, não acredito totalmente nele.

Isso tudo é muito estranho.

3 comentários:

  1. Eu já fui extremamente cética com essas coisas até ouvir relatos bem estranhos de amigos também. Esses casos sobrenaturais as vezes envolvem ignorância ou charlatanismo mas também pode ser o fato de não conhecermos e estarmos longe de conhecer tudo.
    A física de hoje tem várias teorias louconas que caminham para uma compreensão menos linear das coisas, que
    contemplam melhor o que a gente chama de "sobrenatural".

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca passei por isso (e nem quero).Não tenho religião , fujo de misticismos e tal mas acredito que possa haver uma razão não comprendida em alguns casos.
    Essas coisas me fazem lembrar do The Doors of Perception e de um prof todo cético que disse uma vez > " Já fui num terreiro de macumba e, sem nenhum ritual, incorporei o santo. Mesmo assim não acredito..." kkk

    ResponderExcluir
  3. eles nao podem fazer nada contra voce duque... so relacha. sabe, isso de certa forma resolve o problema em relaçao ao que acontece depois da morte, nao?

    ResponderExcluir